Israel descriminaliza o uso adulto de cannabis

Nova legislação permite cultivo caseiro e consumo recreativo da erva

Resumo da matéria

  • De acordo com uma nova legislação de Israel, o cultivo caseiro de cannabis é permitido, assim como seu consumo para fins medicinais e recreativos;
  • A indústria de maconha israelense está no topo da lista, com empresas como a Tikun Olam, que tem 40% de participação no mercado;
  • Segundo o Ministério da Saúde de Israel, mais de 550 fazendas já enviaram pedidos de licença para cultivar cannabis medicinal.

Novas leis israelenses descriminalizaram a posse de cannabis e plantas similares. De acordo com a nova legislação, o cultivo caseiro de maconha não é mais punível por lei, e o porte de pequenas quantidades de cannabis em público sem autorização médica será punido com multas, em vez de processos criminais.

Israel descriminalizou o uso adulto da planta no dia 1º de abril deste ano. No mesmo dia, o ex-primeiro-ministro israelense Ehud Barak foi o principal orador da 4ª conferência anual da CannaTech, na cidade de Tel Aviv.

Barak, que é presidente da Cannoc/Intercure, empresa israelense de cannabis medicinal, falou sobre os benefícios da planta, dizendo que Israel está mudando seu lema para “a terra do leite, mel e maconha”.

O envolvimento do ex-primeiro-ministro com a temática destaca ainda outro político, que deixou de ser proibicionista para ser proponente da cannabis: o ex-presidente da Câmara dos EUA, John Boehner. Com o posicionamento, Barak se junto ao grupo global de ex-líderes de governo, como o ex-presidente do México, Vicente Fox, que está em busca de mudar a percepção do mundo sobre a cannabis.

“Cerca de 35 países já legalizaram a cannabis de alguma maneira, seja para uso médico ou até recreacional”, explicou Barak, durante sua palestra. “Dois terços dos estados dos EUA aprovaram a cannabis medicinal, e um terço aprovou o uso recreativo.” (Em alguns círculos de consumo de cannabis, a expressão utilizada para “consumo recreacional” é “uso adulto”.)

Com o estereótipo de “macho alfa” que se espera de um ex-membro do exército, Ehud Barak afirma: “O futuro da cannabis pertence àqueles que são maiores, mais rápidos e mais assertivos, que terão lugar garantido nos mercados”.

Fonte: https://forbes.uol.com.br/colunas/2019/04/israel-descriminaliza-o-uso-adulto-de-cannabis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.